Reza em Yoruba com tradução e vídeo de Oyá–Yansã: Oro

Posted by Alberto Ebomi at 12:31 0 Comments
Reza em Yoruba com a tradução para o português do Oriki do Orixá Oyá/ Yansã (ORÔ) com a continuação dos vídeos “SAUDANDO TODOS ORIXÁS”, na cultura africana sendo esta utilizada para dentro da religião do Candomblé em várias nações como Ketu, Angola, Ifá (Orunmilá), etc.


A reza é grande sim, contudo, com o texto abaixo mais o vídeo com o áudio completo e sua tradução facilitará muito na hora em que você esteja cultuando o Orixá em suas oferendas, matanças, suplicas, rezas, orações em pedidos a Iansã.


oriki de oyá - oro - reza - tradução - yoruba - yansã - bale - diga não a intolerancia religiosa

 

Oro Yoruba de Oyá


Oya òòsà tí í roko ré léyin.
Oya ní í tárúgbó se lóge.
Obìrin gbandikan,
Eégún a san dórí.
Oya ni mó máa bo.
Pará Ogun bí e n palé.
Irú Oya ò sí lórun,
Iyàwó orí ògún.
Oya kan, Sàngó kan.
A tó ó kàn bí òkè.
A málejò yíká ile.
Baálé dí méji, ara ò rò kan.
Onínúolá, oko o!
Oya a rìn léji.
Olùwaà mi èjè níyi Ogun.
Oya òrírì!
A-wo ni fírí, bí enì tí ò rí ni.
A-sòwò kéékéèké gbowó è ní kisi.
Oya a rinà bora bí aso.
Ina ma ní égún o,
Ina tí njo ní laí towo bo' ná.
Oya òwàrà, bíi' ná jóko láàró.
A fijà dófirì, niwáju jagunjagun.
Oya alágbára inu aféfé.
Oloju ojo, a ri won dé òguluntù.
Oya bí àkúfó ikókò tí nró kókó-kókó.
Oya lé babaláwo kò dúrò kó' fá.
Oya rorò!
A rìn dengbere nínú aféfé.
Oya, a tún orí eni tí kò sunwon se.
A so ibànújé dire.
Alágbára obìrin òòsà.
Màá bá o sepò.
Odó awuwo lóhùn, bí ààrá.
Oya órirí a wúwo má se wa.
Oya má se ba tèmi je,
Oya, òrìsà to n gbà ní lówó isé.
Oya oláà re lèmí n je ò,
Olá tí kékeré awó je tó fi mó gbódú.
Awa kò lóhun méji bí ò se' wo.
A bá ni sòrò má tan ni je.
Oya a d'ikúta mérù òtá.
Oya má d'ikúta mérù tèmi ò.
Jagun a bá oníjà délé.
A fijà dófiri.
A birun bí adé lorí.
Obìnrin bíríbírí bí ilè ojà.
Oya òréré re ni mo nwo o.
Alágbára obìnrin Sàngó.
Oloro tí nyagi èbá ònà.
Efúùfù lèlé!
Ajánà óòsà tí nbégi lókè lókè.
Oya arinà bora bí aso.
Abiyamo olóore mi àjíkí.
Oòsà bí Oya kòsí,
a tó péjú wò bí osùpá.
A rewà obìnrin.
Ará irá a dági lókè lókè lái fowokan igi.
Oya olóorè mi,
Iwo ni màá sìn dojo alé mi.


Invocação do Orixá Oyá Iansã


Iansã, o orixá que apoia seu marido.
Iansã, o orixá que rejuvenesce a mulher velha.
Mulher poderosa, e forte.
Ela possui um corpo perfeito.
É a Iansã que eu cultuarei.
Dizem que ela ao ir a guerra enfeita o corpo com creme como se encera o chão.
Igual a Iansã não existe.
Iansã, a primeira mulher de
Ogum.
Iansã é única, e
Xangô é único!
Iansã é grandiosa como uma montanha, e a ele se recorre.
Ela leva visitantes para conhecer a casa.
Há dois maridos para a mesma mulher na casa, o que causa inquietação a um deles.
Ela sente compaixão pelas pessoas.
Iansã que anda na chuva.
Meu orixá, o sangue é a recompensa da guerra.
Iansã, a charmosa, e elegante.
Iansã, de olhar sorrateiro, nos vê sem percebermos.
Iansã faz fortuna com uma série de pequenos negócios.
Iansã, que se veste de fogo, e é feroz como o fogo.
O fogo que nos queima sem que tenhamos posto a mão nele.
Yansã, que faz vária coisas simultaneamente como o fogo que espalha a sua labareda.
Iansã, quando luta golpeia com a rapidez de um piscar de olhos.
Iansã, a poderosa que vive no vento.
Que possui olhos brilhantes como o sol nascente, e por isso vê as pessoas onde quer que elas estejam.
Ela é como um pote de barro já antigo, mas que ao ser tocado revela possuir ainda total resistência.
Iansã expulsou o babalaô, e este nem sequer teve tempo de pegar o seu Ifá.
Oyaá é brava.
Iansã caminha livremente no vento.
Iansã que melhora o mau orí.
Ela transforma tristeza em alegria.
Orixá feminino poderoso,
eu me envolverei contigo.
Orixá bravo, e potente de voz possante como o trovão.
Tú que és forte, não nos faça mal!
Iansã não estrague as minhas coisas.
Iansã, orixá que nos salva da pobreza.
Iansã, estou vivendo sob tuas bênçãos.
A benção que o iniciado em Ifá recebeu, e que o levou-a floresta sagrada de Ifá.
Nada temos além de ti.
Fala conosco sem nos enganar.
Iansã, coloca pedras no caminho dos inimigos.
Iansã, não ponha pedras no meu caminho.
A guerreira que segue o adversário até sua casa.
Iansã, cujas tranças são belas como uma coroa.
Iansã, vibrante como as ruas do mercado.
Iansã, meus olhares esperançosos voltam-se para ti. Proteja-me!
A poderosa mulher de
Xangô.
A poderosa que derruba árvore na beira da estrada.
Efufu Lele, o Grande Vendaval.
O orixá que atravessa o fogo, e corta a copa das árvores.
Iansã, que se veste de fogo.
Que é maternal benfeitora a ser louvada pela manhã.
Não existe orixá como Iansã.
Todos a admiram como se fosse a lua nascente.
A mulher bela.
A mulher que veio de Irá, e que corta a copa das árvores sem fazer uso das mãos.
Iansã, minha benfeitora, é a ti que cultuarei até o fim da minha vida.


VÍDEO DO ORÔ DE YANSÃ/ OYÁ EM YORUBA/PORTUGUES




Compartilhe o artigo para que todos possam aprender como é rica e linda nossa cultura afrodescendente.


Categorias: ,

Compartilhe

Siga por Email

Inscreva-se em nossa lista de E-mail. Nunca'iremos compartilhar o seu endereço de e-mail.

0 comentários:

Você da Umbanda ou do Candomblé que quer deixar uma observação fique a vontade, seu comentário será de ajuda para mim e para os outros leitores do site que estão a procura de aprendizagem. Sorte axé para todos irmãos.

Religião
Spirituality Blogs - BlogCatalog Blog Directory Central Blogs Juntos no Candomblé

Criado para divulgar a religião do Candomblé e a Umbanda, falando sobre Orixás, Entidades, Caboclos, Ifá, Cultura Afro-brasileira, para que os seguidores de nossa tão linda religião cada vez mais se enrriqueça de sabedoria e cultura. Axé para Todos!!! Licença Creative Commons
Obra de divulgação, não deve ser comercializada de nenhuma forma. Não é permitido copiar artigos do blog sem a devida autorização do autor..
.

Divulgar Blogs

back to top