Perguntas e Resposta sobre a Umbanda

Postado por: Alberto Ebomi at 15:06 2 Comentarios

No texto a seguir tem diversas perguntas  e respostas sobre a Umbanda e como funciona corpo, espírito e entidades em nossa matéria no caso, Exú, Pomba Gira, Caboclo, Preto Velho, Boiadeiro e toda falange espiritual.

Gongá perguntas e respotas sobrea a umbanda - exú- pomba gira - caboclo - preto velho - boiadeiro

1. O que é vibração na Umbanda?

Já ouvimos coisas do tipo: “sinto uma vibração no ar”. Para explicar o que é, imagine um pêndulo. Balançando para cá e para lá. Este movimento especial, para cá e para lá, chama-se oscilação; e o tempo que ele leva para ir e voltar, período.
Então, tudo o que se move (visível ou não) em um vaivém, como uma onda, subindo e descendo, pode-se dizer que vibra, ou seja, move se continuamente, no mesmo ritmo.


2. O que é freqüência? Umbanda

Sem conhecê-la, é muito difícil imaginar como conseguimos perceber as cores, entender porquê nosso rádio capta uma emissora FM, como chega o canto do passarinho na árvore ao lado. Sabia que tudo isso, na natureza, são ondinhas no ar, indo e vindo? E que nós podemos perceber (com nossos olhos ou ouvidos) apenas algumas, aliás, muito poucas? Essas ondas, que vibram na mesma maneira, formam o que chamamos de frequência.

Por que incorporar com Exu e Pomba Gira?



3. O que é um campo magnético?
Já consegue imaginar o nosso ar como milhares, infinitas ondinhas andando para cá e para lá? Só para exemplificar quantas ondas existem, cada uma movimentando-se mais ou menos rápida que as outras, os raios gama (da explosão atômica), os raios x, a luz visível, o infravermelho (o cozimento de nossos alimentos), radar, televisão, rádio, etc. Todas elas, ao movimentar-se, criam em torno de si o que chamamos de campo magnético. Especial em cada uma.



4. O que é  e como acontece o campo magnético?
Imagine um ímã, atraindo objetos. Esta “atração” existe também no corpo humano, que chamamos “magnetismo animal” diferente do magnetismo mineral existente, por exemplo, na magnetita (tetróxido de triferro). Já vimos que a onda, ao existir, cria consigo um campo magnético capaz de atrair determinadas coisas. Essa capacidade de atrair ou repelir é muito importante para entendermos o processo de comunicação mediúnica.


5. O corpo humano tem realmente magnetismo, ou seja, capta e repele coisas?
Sim, com certeza. Há partes definidas que atraem certas ondas vibratórias que a pessoa consegue definir e descrever. “Tenho um arrepio desagradável quando entro lá” ou “Sinto-me tão bem, como se o ar fosse perfumado” são frases comuns. Os médiuns, na verdade, são pessoas capazes de perceber, através de treinamento em ambos os planos (espiritual e material), um número maior de ondas.


6. O pensamento é também uma onda?

Sim. O pensamento, ao ser emitido por nossos corpos cheios de magnetismo, forma também uma onda. E é captado pelos telepatas ou, se o pensamento for de um desencarnado ou mesmo encarnado, pelo médium.


7. Um médium é também um telepata?

Também é, mas por captar o pensamento dos mortos é chamado de médium. O que me diz dos médiuns que “captam” línguas antigas, ditadas por espíritos, que ninguém sabe na atualidade? Umas mensagens sobre como seriam lugares aonde nunca o ser humano foi e, mais tarde, se comprova a veracidade?



8. As propriedades magnéticas espalham-se por todo o corpo?
Não, de igual forma. Há lugares onde se concentram mais, especialmente pontas, atraindo ou repelindo (lembra-se do páraraios?). Esses lugares chamam-se pólos. O planeta Terra inteiro, e tudo o que nele existe e aí habita, é um campo magnético (tem Pólo Sul e Pólo Norte), os corpos também o são.
No corpo humano, o magnetismo concentra-se especialmente nas mãos, sendo visto, em fotos de aura, em verdadeiros feixes elétricos. O que seria, então, um médium curador? Alguém que, com adestramento e por características próprias, detém grande concentração de energia magnética que transmite, pelas mãos, em determinada onda, feixes que curam as mais diversas doenças.



9. Por que, então, ao dar passe, alguns médiuns sentem-se fracos?
Há uma lei, na massa magnética, segundo a qual há uma relação matemática entre forças positiva e negativa. Assim, imagine o doador do passe com nota 10 e o recebedor com nota 2. Observe que o segundo está fraco em proporção ao primeiro. Ao receber o passe, ele (o fraco) fica com 8. Assim, 10 menos 2 são 8. Imagine o contrário. O fraco (2) dá passe no forte (10). Vai ficar com 8 negativo? Devendo forças? Isso explica por que não se deve trabalhar em sessões enfraquecidos, doentes, com magnetismo fraco. Vale também no mecanismo das obsessões e incorporações, para entendermos como acontecem.


10. E no plano espiritual, nesses casos, os espíritos não ajudam?

Muitas vezes, fornecendo (ao fraco) condições de trabalho. Todavia, quando se torna verdadeira dependência do plano espiritual, o médium é abandonado para aprender o verdadeiro sentido de trabalhar como intermediário. Vale dizer que há certas substâncias no corpo humano que, somando-se, são verdadeiras barreiras para a incorporação. Excesso de carnes, álcool, vícios quaisquer e até mesmo chocolates tornam o médium “fraco”, desequilibrado em seu campo magnético.


11. Então o médium é um verdadeiro rádio?

Sim, só que transmite e recebe, ao mesmo tempo. Os médiuns mais adestrados, ligados ao plano astral superior recebem ondas AM e FM, por exemplo. Os médiuns desequilibrados, com magnetismo fraco, só recebem ondas AM. Não conseguem captar e sintonizar a onda vibratória que chamamos superior.


12. O que é, então, a prece?

É a sintonia com uma onda superior. Como mexemos com o dial do rádio na procura de uma estação, através da prece conseguimos elevar nossa capacidade de “captar” e “transmitir” na freqüência dos guias (caboclos, preto velho, Exu e Pomba gira).



13.Falou-se em sintonia. O que é isto?
É a capacidade, nem que seja por instantes, de concordância de freqüências. O médium, então, através da prece, por horas, minutos ou segundos, consegue alcançar a mesma vibração das ondas de pensamento do guia ou do espírito comunicante. É um acordo mútuo.



14. E o som, a luz, as cores, são portadores de freqüências?
Tudo. É por isso que usamos certas cores em guias, cantamos certos pontos (notas musicais), tentando sintonizar com a faixa vibratória que chamamos Ogum, Xangô, Oxum, etc.


15. As ondas de freqüência deslizam em alguma coisa?
Sim. É o que a ciência chama de “éter”, os hindus de “prana” e os espíritas de “fluido cósmico universal”. É a mistura de todas elas, como o ar seria de todos os gases. É a matéria-prima que forma todos os seres, inclusive os espirituais.

16. O que é o plano espiritual?

Nossos corpos físicos são adaptados a captar apenas algumas freqüências. O que não captamos chamamos vulgarmente de energia. Podemos até sentir seus efeitos, mas não a vemos. Além da energia elétrica, há a química, a de radiação, a térmica, a mecânica e a hidráulica. Mas existem outras. Há outras frequências, outras cores. Outros sons. Pertenceriam ao que chamamos plano espiritual. Aliás, o que ninguém percebe ao natural, a não ser médiuns.

Agora todas essas perguntas vale também para o Candomblé?

A resposta é sim, não e talvez, pois como se trata de uma cultura diferente deve-se levar em consideração alguns aspectos mais singulares, entrento, é bem parecido em algumas coisas sim.

Pontos Caboclo - Boiadeiro - Ogum e Jurema



Categorias:

Compartilhe

SEJA UM ASSINANTE

Inscreva-se em nossa lista de E-mail. Totalmente livre de SPAM.

2 comentários:

  1. Ola...sou flavio de MG.BH...à 5 anos foi o inicio da mediunidade ,comecei a pensar na pomba gira,as veses sinto ela bem forte ,fui em um terreiro e encontrei uma preta velha chamada vovó conga ,ela me deu um banho de ervas e me disse que eu teria um sacudimento e disse que eu tinha mediunidade de fala  atravez dos buzios,mas ele é bem caro...300 reais...mas ela nao me disse qual pomba gira era...ate hoje tem essa curiosidade mas parece que essa entidade é misteriosa ,pois as veses sinto um pouco de.raiva.sem sentido algum...fico o tempo todo achando que tenho telepatias e as veses meu tom de voz muda quando estou sosinho tipo rosnando...acredito que seja uma pomba gira pois quando vou dançar pagodes parece que alguma coisa ou ser dentro de mim parece que vai esplodir...as veses choro sozinho por um amor nao correspondente do passado...
    O que devo fazer...tenho duvias se devo ir no candomblé ou umbanda ...
    Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá irmão, olha é bem aparente que a espiritualidade mexe com você em todos os sentidos. Eu vou dar meu conselho dentro da minha crença e cultura. Procure uma casa de Ifá, pois acredito que lá seria a melhor forma imparcial de lhe dar um bom conselho para seu caminho espiritual, pois o culto é bem amplo. A salva é algo que realmente existe devido a Exú que ordena que cobre pelos trabalhos. Mas é fato que você precisa de ajuda e orientação de um bom jogo. Sorte axé!

      Excluir

Alguma dúvida?! Sugestão? Deixe seu comentário.

Artigos populares
Culto afro brasileiro
Site Criado para divulgar a religião do Candomblé e a Umbanda, falando sobre Orixás, Entidades, Caboclos, Ifá, Cultura Afro-brasileira, para que os seguidores de nossa tão linda religião cada vez mais se enrriqueça de sabedoria e cultura. Axé para Todos!!!

Licença Creative Commons
Obra de divulgação, não deve ser comercializada de nenhuma forma. Não é permitido copiar artigos do blog sem a devida autorização do autor.

back to top