Como é uma Iniciação em IFÁ: Awo Fakan e Apetebi

Postado por: Alberto Ebomi at 13:46 0 Comentários
Como é uma iniciação em IFÁ de um Awo Fakan (homem) e Apetebi (mulher) dentro do Culto a Orunmilá (Orunla), conhece-se por AWÓ FAKAN (consagração do homem em IFÁ) e IKOFÁ (consagração da mulher em IFÁ) a cerimônia pela qual uma pessoa é iniciada no Culto de IFÁ.

iniciação em ifá - Orunmilá - orunla - ifá - culto a Orumilá - candomblé - orixás - orisha


IKOFÁ – APETEBI a Mulher


No caso da mulher (APETEBI) se diz que é o casamento desta com ORUNMILÁ e é a máxima consagração que uma mulher pode ter em IFÁ. A mulher assim consagrada passa a ser APETEBI NI ORUNMILÁ e pode, desde então, participar em algumas atividades dentro da cerimônia de IKOFÁ e AWÓ FAKAN, cerimônias essas feitas por seu Padrinho ou Ojugbona (segundo padrinho).

Entre estas atividades se encontram a atenção aos BABALAWÓS e aos novos iniciados, são encarregadas de organizar os eventos, preparar e entregar os AXÉS prontos ao pé dos ORIXÁS, dar seu AXÉ ao inicio de cada ITÁ, divulgar a religião de IFÁ, responder perguntas básicas sobre a religião e seus procedimentos aos que são mais novos ou estão chegando à religião naquele momento, entre outras tarefas.

AWÓ FAKAN – MÃO DE ORUNMILÁ é entregue ao homem, significa para este o seu primeiro passo no caminho de IFÁ, caso ORUNMILÁ determine em seu ITÁ e não haja nenhum impedimento ou proibição, o iniciado poderá mais adiante fazer a cerimônia para se converter  em um BABALAWÓ.

Tendo recebido a MÃO DE ORUNMILÁ e em seu ITÁ, ORUNMILÁ determinar que não tem caminho para ser BABALAWÓ, este AWÓ FAKAN seguirá no Culto de IFÁ, aprendendo sobre seu ODÚ, tratando dos seus ORIXÁS e caso seja necessário, poderá ser iniciado no Culto aos ORIXÁS, caso ainda não o seja.

A cerimônia de Iniciação em Ifá


Para a realização da cerimônia de IKOFÁ e AWÓ FAKAN é necessária a participação de no mínimo 3 (TRÊS) BABALAWÓS (sacerdotes de Ifá). Dependendo do número de pessoas que serão consagradas naquela iniciação (Plante/barco). A cerimônia se realiza durante 3 (TRÊS) dias.

Primeiro dia da Iniciação em Ifá


O cerimonial se inicia com a chegada dos BABALAWÓS participantes que se encarregaram do preparo e de todos os detalhes necessários para o plante (barco). Neste dia se prepara um banho de ervas (OMIERÓ), o qual deve ser utilizado no decorrer do plante.

Também se da ciência aos mortos familiares, ancestrais e mortos (Egun) que nos acompanham que será realizado um ato religioso de iniciação e que necessitamos da aprovação deles para seguirmos no plante.

O próximo passo é o lavatório e o nascimento dos ORIXÁS, que são entregues no plante, com os respectivos sacrifícios de animais destinados a esse fim. Bem como cerimônias específicas feitas pelos BABALAWÓS dentro do quarto de consagração (IGBODÚ) que constituem parte fundamental do ritual secreto da iniciação.

Ao final desta etapa as pessoas tomarão o banho com o OMIERÓ (banho de ervas).


Segundo dia de Iniciação em Ifá

O segundo dia da iniciação em Ifá é um dia de suma importância religiosa, pois ORUNMILÁ já nasceu para cada um dos neófitos no dia anterior e observa pela primeira vez seus filhos para dar conta dos aspectos que estes devem seguir em suas vidas para que possam melhorá-las em todos os sentidos.

Os neófitos devem ter a consciência de terem boa conduta para que não altere de forma negativa a observação de ORUNMILÁ para eles. Trata-se de um dia para reflexão, recolhimento espiritual e pedidos a ORUNMILÁ de misericórdia por eventuais atos ruins na Terra.

Neste dia se faz o bori para que as cabeças dos neófitos estejam forte para receber os conselhos de ORUNMILÁ para suas vidas no terceiro dia.

Cerimônia a Olofin - Deus - sol - orixás - candomblé

Terceiro dia da Iniciação em Ifá

O dia do ITÁ ou registro de ORUNMILÁ. É quando se marca o ODÚ (signo) de vida de cada pessoa e determina-se o Anjo da Guarda (ORIXÁ) daqueles que ainda não tenham feito um ITEFÁ/BAIXADA (jogo com os caroços de Dendê do IFÁ de um BABALAWÓ) para saber seu protetor espiritual nessa vida.

[jogo - ikin - itá - fundamento - ifá - orunmilá - Orunlá - osode - orixás - santeria - cuba - africa


A cerimônia começa muito cedo, quando o sol (OLORUN) começa a despontar no céu, seguindo os BABALAWÓS a darem graças e ciência a Ele acerca do barco, pedindo a este e aos ORIXÁS as bênçãos necessárias para todos e para a continuação do plante. Esta cerimônia é chamada de NANGAREÓ (nome de uma bebida) que é tomada após a cerimônia por todos.

Na continuação todos tomam café da manhã e aproveitam para se conhecerem melhor, pois já fazem parte da família de IFÁ e necessitam deste contato para posteriormente escolher qual será seu OJUGBONA (segundo Padrinho).

Então se dará conhecimento aos Guerreiros (ELEGUÁ, OGUN e OXÓSSI) bem como a ORUNMILÁ que se vai fazer um ITÁ para se conhecer qual o ODÚ (signo) de cada um.

Finalizando a jornada do ITÁ, os BABALAWÓS se reúnem para fazer a entrega formal dos ORIXÁ aos iniciados. Bem como é feita a escolha dos iniciados aos seus respectivos OJUGBONAS (segundo padrinho) e a finalização das cerimônias de entrega e do plante.

Fonte: Oluwó Siwajú Evandro Otura Airá Ifá Ni L’Órun


Categorias: ,

Compartilhe

SEJA UM ASSINANTE

Inscreva-se em nossa lista de E-mail. Totalmente livre de SPAM.

0 comentários:

Alguma dúvida?! Sugestão? Deixe seu comentário.

Artigos populares
Culto afro brasileiro
Site Criado para divulgar a religião do Candomblé e a Umbanda, falando sobre Orixás, Entidades, Caboclos, Ifá, Cultura Afro-brasileira, para que os seguidores de nossa tão linda religião cada vez mais se enrriqueça de sabedoria e cultura. Axé para Todos!!!

Licença Creative Commons
Obra de divulgação, não deve ser comercializada de nenhuma forma. Não é permitido copiar artigos do blog sem a devida autorização do autor.

back to top