História do Orixá Erinlé: Odé Inle encontra Oxum

Posted by Alberto Ebomi at 10:04 0 Comments
Nessa história do Orixá Erinlé, ele transforma-se em rio e encontra Orixá Oxum,  Erinlé, o orixá caçador e guerreiro, um dia conheceu Orunmilá e tornaram-se amigos.

Erinlé necessitava de dinheiro e seu amigo Orunmilá emprestou-lhe o necessário. O tempo passou e Orunmilá teve que voltar a cidade de Ifé. Como Erinlé não tinha como saldar a dívida, foi procurar a orientação do babalaô.

Erinlé—Inlé—Ibualama - Oxossi - Odé - caçacor - Orixá

O oráculo mandou que fizesse oferendas, pois assim conseguiria todo o dinheiro que devia e muito Mas as oferendas eram demasiadamente dispendiosas e Odé Erinlé não pôde fazer o sacrifício.

Erinlé, sem saída, estava completamente envergonhado. Foi até o ermo local onde costumava caçar, depositou seus instrumentos de caçador no chão e desapareceu solo adentro. Junto ao seu Ofá (arco e flexa) restou apenas uma quartinha d'água.

Erinlé – Inlé encontra Oxum


Seus filhos, desesperados, procuraram Orunmilá para orientá-los na busca do pai. Orunmilá disse-lhes que talvez não o vissem nunca mais, mas que fizessem oferendas e teriam ao menos um sinal do caçador.

Os filhos de Erinlé o procuraram por tudo quanto era canto. Um dia, chegando ao local misterioso onde Erinlé desaparecera, depararam com as armas do pai junto à quartinha d'água.
Ali então ofereceram muitos galos por Erinlé, chamando insistentemente pelo pai. Logo a quartinha transbordou e a água passou a jorrar em abundância, escorrendo para o chão.

O jorro d'água tomou um curso mata adentro, íavolumou-se e formou um novo rio, que todos sabiam ser o próprio Erinlé. Os parentes seguiram o rio, que os guiou até sua casa. No caminho, Erinlé os fez saber que desejava que os galos a ele oferecidos fossem soltos vivos.

Assim foi feito e dizem que os galos de Erinlé estão vivos até hoje e que ninguém ousa matá-los.
Erinlé, o rio, continuou a correr para sempre.
Em Edê, Erinlé encontra-se com outro rio.

É Oxum, o rio Oxum, que parte de Ijumu e corre ao encontro de Erinlé.
Em Edê os dois se juntam num único caudaloso e calmo rio, são as águas tranqüilas que correm juntas para a lagoa. Da união de Oxum com Erinlé nasceu Logum Edé.

Tempos depois, junto ao rio Erinlé, num lugar chamado Ibualama, pela profundeza das águas, os devotos instituíram um templo para Erinlé.
Por causa do nome do lugar o caçacor, que Inlé, passou a ser conhecido como Ibualama.


Categorias: , ,

Compartilhe

Siga por Email

Inscreva-se em nossa lista de E-mail. Nunca'iremos compartilhar o seu endereço de e-mail.

0 comentários:

Você da Umbanda ou do Candomblé que quer deixar uma observação fique a vontade, seu comentário será de ajuda para mim e para os outros leitores do site que estão a procura de aprendizagem. Sorte axé para todos irmãos.

Religião
Spirituality Blogs - BlogCatalog Blog Directory Central Blogs Juntos no Candomblé

Criado para divulgar a religião do Candomblé e a Umbanda, falando sobre Orixás, Entidades, Caboclos, Ifá, Cultura Afro-brasileira, para que os seguidores de nossa tão linda religião cada vez mais se enrriqueça de sabedoria e cultura. Axé para Todos!!! Licença Creative Commons
Obra de divulgação, não deve ser comercializada de nenhuma forma. Não é permitido copiar artigos do blog sem a devida autorização do autor..
.

Divulgar Blogs

back to top